07
Jun
10

Sem sentidoS [momento romântico]

Esse seu sorriso me desconcerta..
e eu não quero ser consertada, não.

Eu fico tonta, sem prumo, me esqueço de como se anda, totalmente sem rumo.
Preciso parar e pensar “Um pé depois do outro..”.

Não sei mais como abrir portas.. Estava escrito “Puxe” e eu empurrei, quase dei de cara! Nem tive coragem de olhar pra trás, será que você viu? Deve ter sido engraçado..

Eu perco minha noção espaço-temporal e de lateralidade, esquerda e direita não servem de mais nada, e não consigo desviar das coisas… Parece que elas andam em minha direção. É, só pode ser, as coisas se movem em minha direção, é isso!

Não sei o que fazer, como agir, eu fico sem ação, sem palavras… Sem saber se chego perto, se olho de longe, não sei se te encosto, se rio, se me faço de séria. No final das contas, só consigo fazer piadas, você ri… e seu sorriso me deixa muda.. Eu viajo, me perco em seus olhos verdes, como há muito não viajava…

Isso é tudo que eu consigo fazer, por hora, ficar sem sentidos, sem ação… mas eu sei exatamente o que quero. O que desejo…

Preciso te sentir, te provar, saber que textura tem,
sentir sua temperatura, sua respiração.
Preciso saber se você cabe em mim.

.

Meu coração acelera tanto que tenho certeza de que pode ser ouvido ao longe

Não gosto de me sentir assim presa, preciso me libertar, em você.

.

*O Ministério da Loucura adverte:
Sorrisos causam tontura e sudorese excessiva.*


7 Responses to “Sem sentidoS [momento romântico]”


  1. 1 deusaselene
    June 8, 2010 at 12:06 am

    Ju,
    Você sabe, se fosse eu, já teria partido pra cima!! he he

  2. 3 Clarissa
    June 8, 2010 at 12:27 am

    Um pote de pimentas nas mãos…
    aiaiai

  3. 5 Menina Misteriosa
    June 8, 2010 at 11:29 am

    Lindo, Ju… e pensar que, há pouco tempo, você fugia desse sentir… tão bom te ‘ver’ assim!
    Beijo!

    • 6 Ju
      June 8, 2010 at 12:30 pm

      Menina,
      Fugir eu não fugia… Eu só negava… tsc tsc
      E o que eu faço com o frio na barriga, heim, heim?!?! =P

      Beijos

  4. August 3, 2010 at 7:30 pm

    Saber pra onde o caminho leva é algo um tanto superestimado. O que encanta, o que importa de verdade, é saber apreciar a jornada. As auroras e intempéries que se encontra em meio aos passos sem rumo certo são sempre as que mais valem a pena, no fim das contas. Viver é assim.
    Às vezes, é preciso isso de estar totalmente perdido pra encontrar quem se é verdadeiramente.
    E haverá prova mais incontestável disso do que o amor? Do que aqueles sorrisos que a alma produz sem precisar de motivos maiores do que a existência de alguém? Penso que não.

    Lindo texto, Ju. De parabéns.

    Um beijo, çao.


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


Agenda maltrapilha

June 2010
M T W T F S S
« May   Jul »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

“Falando absurdos, Virando a noite, Perdendo o senso, Derretendo satélites. Falando tudo, Voando a noite, Ouvindo estrelas…”

Clique para assinar este blog maltrapilho e receber novas maledicências por email

Join 5 other followers


%d bloggers like this: